domingo, 4 de março de 2012

Mascarada


Desengano deixei a dor em casa
Me esperando
E brinquei e brinquei
E fui vestido de rei
E quarta-feira sempre desce o pano
Carnaval desengano





 A beleza de amar
Como o sol, como a flor, como a luz
Amar sem mentir, nem sofrer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.