quinta-feira, 25 de abril de 2013

Frango com Legumes a minha moda

maristelasalgado@yahoo.com.br
Tempere 8 coxas de frango com sal e pimenta do reino a gosto e arrume em uma forma com papel aluminio,
lado brilhante para cima.
Limpe um pouco de vagem, uma cenoura, 2 batatas pequenas, 1 cebola, 3 dentes de alho, pique tudo a gosto ( coloque outros legumes se desejar ou substitua os mesmos)
Arrume na forma (todos crus)
salpique uma pitade sal por cima e cubra com molho branco ( de caixinha ( 2 caixas,ou faça um molho branco ralo)
Coloque 50g de queijo ralado e alho frito a gosto (comprado pronto)

Cubra com papel aluminio e leve ao forno pré aquecido. Em 30 minutos retirar o papel alumínio e deixar mais 30 minutos.


www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
Retire o papel alumínio
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
Arrume em uma travessa de vidro
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
Sirva com arroz branco
Molho branco: 600 ml de leite, sal a gosto, 1 colher de sopa rasa de maizena ou farinha de trigo(bata no liquidificador e reserve)
Em um panela, adicione 1 colher de sopa rasa de margarina e frite 1/2 cebola ralada com 1 dente de alho
Deixe dourar a cebola e o alho e adicione o leite batido reservado
Sal a gosto - 1 pitada de nós moscada
Deixe engrossar (vai ficar ralo pela quantidade de maizena ou f. de trigo)
Misture 2 colheres de sopa de creme de leite e pronto.



sábado, 20 de abril de 2013

Fazendo um lenço virar colete

Aprendi com a atendente de uma loja. muito legal!
Maristela Gonçalves Salgado
Lenço
Maristela Gonçalves Salgado
dobre ao meio


www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
dobradinho

www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
una as pontas
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
de um nó bem forte
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
agora abra o lenço
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
abrindo o lenço
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
abrindo o lenço você tem o avesso
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
lado que ficará de fora
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
e o lenço virou um colete
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
detalhe com franja
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
as costas
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
lateral
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
O lenço tem que ser de um tamanho bom
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
frente
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
detalhe lateral
www.maristelagsalgado@blogspot.com.br
detalhe do nó nas costas

terça-feira, 16 de abril de 2013

O que será? (à flor da terra)

Feita para o filme Dona Flor e seus dois maridos, de Bruno Barreto, O que será? (à flor da terra) não ficou marcada apenas por estar presente em um grande clássico do cinema brasileiro. A canção foi censurada pela ditadura militar na justificativa de que o que Chico Buarque fazia era uma alusão à Cuba. Porém, Chico explica até hoje que não entendeu o porque da censura, já que nem ele mesmo sabe “o que será” e se soubesse não haveria sentido explicar, já que a letra da música é uma pergunta.

Tendo a explicação que o ouvinte quiser, a canção é belíssima. Se for para retratar Cuba, a letra se enquadra bem, pois mostra bem a realidade cubana. Se for para criticar a ditadura, a letra também é bastante apropriada. Se for apenas um homem apaixonado que não sabe explicar o que é o amor, então a letra é perfeita. São essas hipóteses que torna a composição de Chico tão fantástica.

Se o objetivo do compositor era deixar algo vago, que nem ele sabe explicar, O que será? (à flor da terra)´realmente cumpriu com as expectativas de seu autor.
http://musicasbrasileiras.wordpress.com/

SEJA COMO FOR... CAI COMO UMA "LUVA" PARA OS DIAS DE HOJE!

O que será que será
Que andam suspirando pelas alcovas
Que andam sussurrando em versos e trovas
Que andam combinando no breu das tocas
Que anda nas cabeças, anda nas bocas
Que andam acendendo velas nos becos
Que estão falando alto pelos botecos
Que gritam nos mercados, que com certeza
Está na natureza, será que será
O que não tem certeza nem nunca terá
O que não tem conserto nem nunca terá
O que não tem tamanho

O que será que será
Que vive nas idéias desses amantes
Que cantam os poetas mais delirantes
Que juram os profetas embriagados
Que está na romaria dos mutilados
Que está na fantasia dos infelizes
Que está no dia-a-dia das meretrizes
No plano dos bandidos, dos desvalidos
Em todos os sentidos, será que será
O que não tem decência nem nunca terá
O que não tem censura nem nunca terá
O que não faz sentido

O que será que será
Que todos os avisos não vão evitar
Porque todos os risos vão desafiar
Porque todos os sinos irão repicar
Porque todos os hinos irão consagrar
E todos os meninos vão desembestar
E todos os destinos irão se encontrar
E o mesmo Padre Eterno que nunca foi lá
Olhando aquele inferno, vai abençoar
O que não tem governo nem nunca terá
O que não tem vergonha nem nunca terá
O que não tem juízo




quarta-feira, 10 de abril de 2013

PHOLHAS

Os Pholhas fizeram parte da minha juventude. Na época, achávamos que o grupo era americano, mas depois de um show da banda no clube de Tênis, não me recordo bem o ano, 75 ou 76, ficamos sabendo que era um grupo brasileiríssimo. E tantos outros grupos, além deles, para fazer sucesso, usavam nomes americanos e cantavam em inglês. Até hoje me surpreendo, de vez em quando fico sabendo que "fulano" também é brasileiro. E eram muitos bons, músicas maravilhosas que fizeram muito sucesso e marcaram época na vida de muitas pessoas. Hoje minha lembrança é para os Pholhas.

http://www.pholhas.com.br/