quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

CAPITÓLIO MINAS GERAIS - NOVEMBRO 2017

Todo Azul do Mar
Flávio Venturini




Foi assim, como ver o mar
A primeira vez que meus olhos se viram no seu olhar
Não tive a intenção de me apaixonar
Mera distração e já era momento de se gostar



Quando eu dei por mim nem tentei fugir
Do visgo que me prendeu dentro do seu olhar
Quando eu mergulhei no azul do mar
Sabia que era amor e vinha pra ficar

Daria pra pintar todo azul do céu
Dava pra encher o universo da vida que eu quis pra mim
Tudo que eu fiz foi me confessar
Escravo do seu amor, livre pra amar
Quando eu mergulhei fundo nesse olhar
Fui dono do mar azul, de todo azul do mar


Foi assim, como ver o mar
Foi a primeira vez que eu vi o mar
Daria pra beber todo azul do mar
Onda que vem azul, todo azul do mar
Foi a primeira vez no azul do mar
Daria pra beber todo azul do mar
Foi quando mergulhei no azul do mar












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.