quinta-feira, 12 de julho de 2012

Geração "X"

Nasci no último mês do ano de 1960, sou ano 60 modelito 61, sagitariana, assim como milhares que nasceram no mesmo período. "famosa geração X"
Quantas coisas  aconteceram em 51 anos! ...a gente mal se dá conta,  só quando pára para contar! 
Passamos por tantos momentos importantes da história que fez a nossa história. 
Vivemos momentos tensos na política...no esporte, fomos tri campeões, tetra, penta! 
Vimos o homem ir à lua, os primeiros transplantes, tanta revolução na medicina! Vivemos a era hippie... Na música, uma infinidade de talentos que nos presentearam com tantas obras maravilhosas desde o blues, rock in roll, às discotecas, sambas, mpb, pop etc. 
Grandes festivais, filmes que causaram tanto impacto! Revi hoje dois professores dos anos 70 a 80, quanta saudades! Eles entravam na sala de aula e nós nos levantávamos; eles eram os mestres, respeitados, a escola era forte, a família era um porto seguro. O natal tinha cheiro de natal, a páscoa era abençoada! as festas em família. E os carnavais? As marchinhas, o salão, as orquestras...ah! as orquestras e os grandes bailes, bailes de gala, bailes do amor..."cheek to cheek" ...bailes da vida, "jovens tardes de domingo", as matinês! 
Tantos já se foram: artistas, políticos, escritores, conhecidos, mestres, amigos, parentes, pais, irmãos...tudo vai ficando na lembrança de quem fica...e quem fica, vai envelhecendo... e as lembranças vão se perdendo, se apagando até que o último da geração esqueça por completo e ficam os registros que, com o tempo, os próximos já não nos conhecem, não sabem quem fomos e vão descartando as fotografias, os rabiscos nos nossos diários...mãe, quem é essa na foto?...não tenho ideia,acho que é a bisavó de seu pai... 
E assim, pouco a pouco, vamos partindo... e com o tempo nossos passos se perdendo na história da vida, nas lembranças de nossos dias...








Ontem, Quando Eu Era Jovem

Ontem, quando eu era jovem
O gosto da vida era doce como a chuva em minha língua.
Eu brincava com a vida como se ela fosse um jogo bobo
Assim como a brisa da noite brinca com a chama de uma vela.
Os milhares de sonhos que sonhei, as coisas esplêndidas que
Planejei
Eu sempre construí em areia fraca e mutante.
Eu vivia pela noite e me escondia da luz do
Dia
E só agora eu vejo como os anos se passaram.


Ontem quando eu era jovem
Tantas músicas sedentas por serem cantadas
Tantos prazeres caprichosos esperando por mim
E tanta dor que meus olhos confusos recusaram ver.
Eu corri tão rápido que o tempo e a juventude enfim se foram,
Eu nunca parei para pensar sobre o significado da vida
E cada conversa que me lembro
Falava sempre de mim e de mais nada.


Ontem a lua era azul
E cada dia louco trazia algo novo para fazer.
Eu usava minha idade mágica como se fosse uma varinha de condão
E nunca enxerguei o desperdício e o vazio por trás de tudo.
O jogo do amor que eu joguei com arrogância e orgulho
E cada chama que acendi muito rápido, muito rápido se foi.
Os amigos que fiz parecem ter desaparecido de alguma forma
E só eu fiquei no palco para terminar a peça.
Existem tantas músicas em mim que não serão cantadas,
Sinto o gosto amargo das lágrimas em minha língua.
O tempo chegou em que tenho que pagar pelo ontem,
Quando eu era jovem.

Charles Aznavour

How Can You Mend A Broken Heart

I can think of younger days when living for my life
Was everything a man could want to do
I could never see tomorrow, I was never told about the sorrow
 And how can you mend a broken heart?
How can you stop the rain from falling down?
How can you stop the sun from shining?
What makes the world go round?
How can you mend this broken man?
How can a loser ever win?
Please help me mend my broken heart and let me live again
I can still feel the breeze that rustles through the trees
And misty memories of days gone by
We could never see tomorrow, no one have told us about the sorrow

And how can you mend a broken heart?
How can you stop the rain from falling down?
How can you stop the sun from shining?
What makes the world go round?
How can you mend this broken man?
How can a loser ever win?
Please help me mend my broken heart and let me live again
  Bee Gees










8 comentários:

  1. É, o tempo vai aos poucos apagando nossas lembranças. quanto mais registros tivermos sejam fotográficos, escritos, filmados pois nossa memória não dá conta de guardar tudo!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sonia! graças a Deus temos as fotos, filmes e agora os blogs, amo registrar tudo! beijão e ótimo fim de semana!

      Excluir
  2. Parabéns!!!Ótima blogada!!!Passando para conhecer e seguir as amigas do Blogueiras Unidas onde também estou!!Bjsss...Por favor amigas(os) caso estejam usando verificação de palavras sugiro que retirem pois nos faz perder MT tempo,e agora ainda está pior que são duas e com letras desenhadas....É um meio de afastar quem comenta fazer uso desta ferramenta!!!Se já tiver tirado,PARABÉNS!!!!Desculpa a invasão. Isto não é uma crítica,ok?Apenas um conselho!!

    http://rumoslibertadores.blogspot.com – 494
    http://zildasantiago.blogspot.com - 493
    http:carinhossorteiosetcetal.blogspot.com – 955

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zilda, obrigada!! seja sempre bem vinda!
      eu não sabia que tinha verificação de palavras, vou ver isso, tbem penso como vc!! abração!!!

      Excluir
  3. O ano que parece que nunca acabou
    precisava ouvir esta história
    ah! gosto tanto desta história
    ainda vivemos estes anos
    que ainda não acabaram
    apesar de tudo
    das guerras ditaduras...
    era feliz
    e acreditava no amor
    hoje sou pura vida
    completamente feliz
    ... Luiz Alfredo - poeta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiz!!
      sim, éramos muito, muito felizes!!!
      abração!!

      Excluir
  4. "Que a cada manhã a sua coragem acorde bem juntinho de você, sorria pra você, e o convide para viverem uma história toda nova, apesar do cenário aparentemente costumeiro."

    Caio Fernando Abreu


    ...Que lindo este cantinho!!
    adorei aqui, e com certeza ficarei :)

    estou seguindo..
    retribui??

    beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adorei o poema, obrigada pela visita!
    claro que sim...adorei seu cantinho, obrigada, venha sempre!!
    bsj!

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.